minha cidade precisa de... Headline Animator

29 de nov de 2011

Livro e vídeo: Ferrovia Douradense

Capa do Livro. Nunes, Ivanil. Douradense:
a agonia de uma ferrovia
. 1. ed. São Paulo:
 Editora Annablume, 2005. v. 1. 194 p.
Para quem se interessa pelo assunto, o livro "Douradense: a Agonia de uma Ferrovia" trata da história dessa estrada de ferro e de aspectos da economoia regional e urbana a ela relacionados.


O autor conta que "na história da Douradense, existem várias evidências de que a desativação das linhas não ocorreu somente em função da decadência da cafeicultura, o que possibilita analisar a crise das ferrovias sob outras perspectivas, para além daquelas análises que apontam a decadência das ferrovias em função da crise cafeeira em 1930".

Um depoimento em vídeo (do youtube) também conta um pouco da história da região e da ferrovia Douradense. Boa fonte de informações também para realização de trabalhos escolares.

Os depoimentos deste vídeo foram concedidos por Luiz Valentin Villanova 
em entrevista feita por Antonio Laudicir Teixeira em 1999.
Imagens e edição: Antonio L. Teixeira

Votação encerrada ontem !!!


A votação para saber se "você gostaria de homenagear o sr. Tanaka dando seu nome ao Coreto da Praça Matriz" foi encerrada ontem, 28/11/2011.

Foto: http://blogdoronco.blogspot.com/
2011/11/participe-da-pesquisa-de-dourado-no.html
O resultado é:
213 - sim
11 - não 
1 - não sei

O resultado é, portanto, a favor da realização da homenagem.

Obs.: Em breve uma carta a ser encaminhada às autoridades, para formalizar a demanda, estará disponível neste blog. Sugestões e comentários serão bem-vindos para melhorá-la.

IMPORTANTE: Esta demanda de homenagem é de caráter totalmente popular. É independente e desligada de partidos políticos, de representantes políticos e de candidatos a cargos eletivos.


Como nasceu a idéia...

Proposta: Homenagem ao Tanaka no Coreto


Ex-morador de Dourado, o sr. Heitor Domingues Failla Junior enviou uma propostainteressante ao "minha cidade precisa de...". 

Ele sugere que a Prefeitura faça uma justa homenagem ao músico Enéas Gonçalves - mais conhecido como Tanaka - dando seu nome ao coreto da Praça da Matriz. O sr. Heitor se propõe até a contribuir financeiramente com os custos da placa de homenagem, caso não haja verba.

26 de nov de 2011

Equipamentos urbanos para facilitar a leitura

Aproveitando a boa notícia de que a biblioteca das Malvinas (Ribeirão Bonito) recebeu 550 livros no último dia 24, aí vão outros equipamentos urbanos - além da clássica biblioteca - que facilitam o acesso da população à leitura:


A Bicicloteca 

É uma pequena biblioteca que circula em bicicleta pelas praças da cidade de São Paulo . O objetivo é levar a leitura para os moradores de rua. Foi criada por Robson Mendonça, que também foi morador de rua.

Por incrível que pareça, a Bicicloteca um dia foi roubada! Foi encontrada em estado lamentável e agora ganhou apoio. O Instituto Mobilidade Verde tem um site para que as pessoas possam contribuir para a construção de mais 2 Biciclotecas. Clique aqui para aceder ao site. 

A Bicicloteca. Fonte: http://catracalivre.folha.uol.com.br

O Bondinho da Leitura

O Bondinho da Rua das Flores (Curitiba, PR) foi reformado e funciona como uma biblioteca de empréstimo gratuíto. Basta apresentar um documento de identificação e informar o endereço. O bondinho está estacionado na R. XV de Novembro, esquina com R. Ébano Pereira, e faz parte do projeto Curitiba Lê durante 2011. 

O Bondinho da Leitura. 
Fonte:http://m.catracalivre.com.br
A Bibliopraça
É uma estrutura na forma de um grande livro, que, quando aberto, em forma de leque, transforma-se em prateleiras. Primeira biblioteca com estrutura fixa em uma praça na cidade de Canos (RS), e também, a pioneira em seu modelo no país.




O gerenciamento da Bibliopraça ficará à cargo da comunidade local. O cadastro pode ser feito no local, com a apresentação de documento de identificação e comprovante de residência. Os livros podem ser levados por uma semana. Quem quiser, pode ler na praça, sem necessidade de cadastro.




A Bibliopraça. Foto: César Barbosa
Fonte:http://tudosobreleitura.blogspot.com


24×7 Cultural 
É uma máquina de vender livros, como as máquinas de refrigerantes e de café.



Existem também as bibliotecas em estações de matrô e de ônibus. Veja aqui

Além de facilitar a leitura, essas idéias contribuem para enriquecer o espaço urbano. Elas são atrativos que incentivam as pessoas a frequentarem os lugares, sejam, praças ou ruas. 

Lugares frequentados por diferentes públicos se tornam mais seguros seguros e vivos e dificultam vandalismos, roubos, agressões etc.

25 de nov de 2011

Defesa do patrimônio de Rio Claro

"A Prefeitura de Rio Claro foi condenada e obrigada a garantir a segurança permanente do patrimônio histórico do Município no prazo de 90 dias e reconstruir integralmente o Sobrado da Baronesa de Dourados no prazo de um ano, sob pena de multa diária".

O Sobrado da Baronesa dos Dourados em chamas.
Rio Claro, SP. Foto: http://patrimoniohistoricorioclaro.
blogspot.com/2010_08_01_archive.html
Na dia 21 de junho de 2010, um incêndio, de causas ainda não esclarecidas, destruiu grande parte do edifício conhecido como “Sobrado da Baronesa de Dourados”, em Rio Claro, SP.

Pelas suas características históricas e arquitetônicas é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo (CONDEPHAAT).

Um abaixo-assinado foi enviado aos Ministérios Públicos, aos governos federal e estadual e à Prefeitura de Rio Claro, para pedir a apuração da responsabilidade pelo incêndio e o comprometimento de todos os envolvidos na recuperação desse patrimônio.

Ontem, 25/11/2011, saiu o resultado dos esforços de mobilização dos cidadãos em favor da recuperação de um exemplar importante do patrimônio de Rio Claro: o “Sobrado da Baronesa de Dourados”.

Todas essas e outras informações estão em: http://www.patrimoniohistoricorioclaro.blogspot.com/

Energia elétrica a partir do Sol

O painel fotovoltáico é um painel que converte energia solar em energia elétrica. É diferente do painel solar, que usa a energia solar para aquecer a água.

Em Portugal, na cidade de Amareleja, na região do Alentejo, foi instalada a maior central fotovoltáica do mundo. Ela produz 93 milhões de kilowatts/hora por ano, o equivalente ao consumo de mais de 30 mil famílias

A central ocupa uma área de 250 hectares e é composta por 2.520 seguidores solares, com 262.080 módulos fotovoltáicos. Veja fotos da central aqui e aqui.

Na Bélgica há incentivos do governo para quem quer instalar os painéis fotovoltáicos em suas residências. Nesse país, a energia gerada pelo domicílio é injetada diretamente na rede fornecedora de energia, que compra a produção.

Esquema da produção de energia elétrica numa casa,
através dos painéis fotovoltáicos. Fonte:
http://users.skynet.be/becasprl/photovoltaique.html
O resultado é uma conta de energia elétrica muito reduzida e, às vezes, até negativa. Ou seja, a pessoa que instalou os panéis em sua casa é paga pela companhia de eletricidade, se seu consumo for menor que sua produção. A instalação dos painéis fotovoltáicos não é barata mas, com os incentivos, compensa a médio prazo.

Essas iniciativas européias são devidas as metas de redução de consumo de energia no continente e ao incentivo da produção de energias renováveis. Uma diretiva européia prevê que até 2020, 20% da energia consumida na Europa deve ser energia renovável.

Às vezes, as novas tecnologias entram em conflito com a preservação da memória ou do embiente. Já existem problemas sobre a interferência que os painéis fotovoltáicos causam na paisagem ou no telhado de um prédio de valor histórico ou arquitetônicoUm exemplo é a vila de Sarrazac, na França.

Audiências Públicas: PLOA 2012 - Emendas de Iniciativa Popular

As "audiências públicas" para captação dos recursos do PLOA 2012 - Emendas de Iniciativa Popular já estão sendo realizadas em várias cidades de até 50mil habitantes por todo o Brasil.
  • Em Nanoai (RS) a audiência já foi realizada dia 22 de novembro às 19h30.
  • Em Presiente Figueiredo (AM) a audiência já foi realizada dia17 de outubro às 10h30.
  • Em Iporã do Oeste (SC) a audiência foi dia 07 de novembro, às 20h00.
  • Em Icapuí (CE) a audiência foi dia 09 de novembro, às 9h.
  • Em uma notícia do dia 23/11, do DCI (Diário Comércio, Indústria e Serviços), "O prefeito de Bocaina (SP) João Francisco Bertoncello Danieletto (PV), declarou, por sua assessoria de imprensa, que, na tarde de ontem uma reunião com uma equipe começou a discutir as prioridades do município e que também haveria mobilização da população com o auxílio de carros de somO montante de R$ 500 mil destinados ao município foi considerado "muito bom"".
  • Em Descalvado (SP) a audiência será dia 01 de dezembro às 15h.

Reunião com a população de Dourado em 2011. Foto:
Sérgio Ronco. http://blogdoronco.blogspot.com/2011/02/
o-tema-seguranca-publica-levou-mais-de.html
Geralmente, as convocações para "audiências públicas" ficam disponíveis nos sites das prefeituras municipais.

No site da Prefeitura de Ribeirão Bonito as informações sobre "audiências públicas" podem ser acessadas no link "notícias"

No de Dourado, no link "audiências públicas" - que é, aliás, um dos únicos sites de prefeituras municipais que coloca um link diretamente para "audiências públicas", o que facilita a circulação desse tipo de informação. 

A participação da população é indispensável para a democracia. Através do PLOA 2012 - Emendas de Iniciativa Popular o governo faz mais que simplesmente destinar recursos para as cidades de até 50mil habitantes. Ele incentiva a participação dos cidadãos nas decisões da administração pública. 

24 de nov de 2011

Para quem não tem casa...

Em Bruxelas começou a distribuição de "mochilas" aos SDF - os "Sem Domicílio Fixo".

A "mochila".  Foto: http://www.dhnet.be/infos/
faits-divers/article/375845/le-sac-a-dos-social-pour-sdf.html
Na "mochila" se pode encontrar: cobertores, pratos, talheres, copos, garrafa térmica, "kit" primeiros socorros e "kit" de higiene.

Há também na "mochila": um saco de dormir de enrolar, um cobertor e uma pochete anti-roubo para documentos e dinheiro. Foi pensado para ser um equipamento útil no inverno - rigoroso na Bélgica - e no verão.

A "mochila" foi desenvolvida pela Associação Sem Fins Lucrativos ASBL Corvia, com a ajuda de ex-SDF's. Eles, que conhecem as necessidades de quem mora na rua, ajudaram a determinar o que seria útil para a vida na rua.

Para sobreviver melhor na cidade, sem uma casa...

Importante para cidades de menos de 50mil habitantes!

Ainda sobre a importante informação para cidades pequenas, publicada no Blog do Ronco: "Prefeitos de cidades pequenas poderão encaminhar emendas ao Congresso para melhoria na área da Saúde"

Trata-se da PLOA 2012 - Emendas de Iniciativa Popular. Todas as informações e os documentos estão disponíveis no site da Câmara dos Deputados, em: http://www2.camara.gov.br/atividade-legislativa/orcamentobrasil/orcamentouniao/loa/loa2012/ciclos/emenda_popular.html

Para receber os recursos, as câmaras e prefeituras devem realizar audiências públicas com a população para decidir onde será aplicado o recurso. A audiência deverá ter lista de presença.

Nas orientações divulgadas pela Câmara dos Deputados, existem 6 opções de ações onde podem ser empregas os recursos. Uma só pode ser selecionada.

  1. Estruturação da Rede de Serviços de Atenção Básica de Saúde (NÃO inclui RECURSOS PARA MANUTENÇÃO, CUSTEIO E MEDICAMENTOS. NÃO ATENDE HOSPITAIS NEM ENTIDADES PRIVADAS (FILANTRÓPICAS E SEM FINS LUCRATIVOS).
  2. Implantação de Melhorias Sanitárias Domiciliares para Prevenção e Controle de Doenças e Agravos
  3. Implantação e Melhoria de Sistemas Públicos de Abastecimento de Água em Municípios de até 50.000 habitantes
  4. Implantação e Melhoria de Sistemas Públicos de Esgotamento Sanitário em Municípios de até 50.000 habitantes
  5. Implantação e Melhoria de Sistemas Públicos de Manejo de Resíduos Sólidos em Municípios de até 50.000 habitantes
  6. Serviços de Atenção às Urgências e Emergências  na Rede Hospitalar (NÃO inclui RECURSOS PARA MANUTENÇÃO, CUSTEIO E MEDICAMENTOS. NÃO ATENDE HOSPITAIS NEM ENTIDADES PRIVADAS (FILANTRÓPICAS E SEM FINS LUCRATIVOS)
Pergunta: A verba serve para a Santa Casa? Ela é uma entidade filantrópica?

A disponibilidade dos recursos também para melhoria de instalações sanitárias, de sistemas de abastecimento de água, de esgotos e de lixo sólido mostra que tudo isso está ligado ao planejamento urbano...

23 de nov de 2011

Ilhas-cidades flutuantes e auto-suficientes

Com tantos problemas que tem raízes no passado, ainda precisamos pensar no futuro!!! E isso é muito bom!


Pensando no aquecimento global, no consequente aumento do nível dos oceanos e nos desabrigados que terão suas casas e até suas cidades inundadas, Vicent Callebaut resolveu propor uma idéia.



O arquiteto elaborou o projeto que se chama "Lilypads": são ilhas-cidades flutuantes e auto-suficientes. Elas produziriam seu próprio alimento e sua própria energia renovável e viajaria pelos aceanos através das correntes marítimas. (veja as "Lilypads" no vídeo ou no site http://vincent.callebaut.org/)


Parece uma idéia ainda fora de alcance, mas é sempre bom lembrar das invenções e projetos de Leonardo da Vinci (século XV) e da ficções científicas de Julio Verne (que no século XIX já imaginava gente viajando para a lua). 

Imaginar já é um passo no caminho da realização!
Desenho de uma máquina voadora, por 
Leonardo da Vinci.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:
Leonardo_da_Vinci_helicopter_and_lifting_wing.jpg

Não tem Código de Obras ???

Código de Obras, segundo a definição adotada pelo SEADE é: 


"o instrumento de regulação das construções, com especificação de padrões mínimos desejáveis para garantia da salubridade e segurança das mesmas"


Ou seja: é um conjunto de leis municipais que controla construções, reformas e demolições. Normalmente, é com base nesse documento que a prefeitura emite os alvarás de construção, demolição ou reforma. Se um projeto fere um dos itens do código, a prefeitura nega o alvará.

O Código de Obras tem influência direta no ambiente construído de uma cidade e nas habitações também. Ele determina, larguras de corredores entre vizinhos, direção das águas do telhado, quantidade de luz mínima em determinados ambientes e uma longa série de outras coisas.

Em resumo, é um instrumento básico para manter a cidade - e seu espaço construído - em condições mínimas de segurança, higiene e conforto

Dito isso, vejamos quais dos pequenos municípios próximos a Dourado tinham Códigos de Obras em 2003:


 Existência de Código de Obras em 2003
Bocaina
Não
Boa Esp. do Sul
Sim
Trabiju
Não
Brotas
Sim
Dourado
Não
Ibaté
Sim
Ribeirão Bonito
Não
Vista parcial de Dourado.
Dados do SEADE 

De sete, três tinham o código em 2003. Hoje, talvez, mais algumas dessas cidades o tenham. Algumas perguntas: como é que se vai planejar as cidades para o futuro sem Código de Obras? Como é que se quer atrair turistas, empresas, escolas etc. se não se zela minimamente pelo espaço construído? 

21 de nov de 2011

Boa pergunta, mas... não existe o "salvador da pátria"!

No blog do Ronco, um post de ontem lança uma questão: "Dourado, onde está, para onde quer ir..." Claro, no sentido literal, continua onde está. 

No sentido figurado, é uma ótima pergunta. Não só para Dourado, mas para várias cidades da região. A resposta não depende só dos candidatos, dos políticos, dos vereadores... Não existe um "salvador da pátria"!

Depende também da política estadual e federal relativa ao desenvolvimento de cidades pequenas (relembre este ponto em cidades pequenas e desenvolvimento). E, acima de tudo, depende do envolvimento dos cidadãos com os problemas da cidade. Só criticar e colocar a culpa em um determinado prefeito ou governador não adianta. 

Para "onde vai" Dourado? Foto: caminho da extinta
estrada de ferro. L.Mascaro, 2011.
Adianta mostrar com clareza às autoridades "o que se quer", "para onde se quer ir". Muitas questões passam pelo planejamento urbano. Por exemplo, se a intenção é atrair empresas, onde o planejamento urbano prevê que elas serão instaladas? Como os trabalhadores vão se locomover até seu lugar de trabalho? 

Se a intenção é desenvolver o turismo, onde estarão os hotéis, os restaurantes? Existe um patrimônio (histórico, arquitetônico, natural, imaterial etc) atrativo? Esse patrimônio está bem tratado? Como se chega da rodoviária até o ponto turístico mais importante (existe transporte público, por ex.)? Aliás, como se chega até a rodoviária?

Sim, se deve pensar que muitas pessoas virão visitar a cidade por outros meios, não só de carro. Além disso, todas as classes sociais devem ter acesso ao turismo. (turismo é como bicicleta: não tem classe social!)

Atualmente, o planejamento urbano não se faz sem o debate com a população. Mas, se a população está ausente do debate, se abre uma enorme brecha para equívocos e políticos mal-intencionados. E assim por diante, não importa qual seja o assunto...

Hoje a internet facilita a circulação de informações. Isso pode acelerar a "ida" de cidades como Dourado para uma situação melhor. Blogs como o dourado cidade online desempenham um papel muito importante no que tange a educação patrimonial. Manter a memória viva é fundamental para construir o futuro! Parabéns ao Fernando!  

Afinal, uma cidade pequena não está condenada a ser uma "cidade de aposentados", como se diz... Seu destino depende de todos.

18 de nov de 2011

O que seria dos blogs sem a fotografia?!

Hoje é aniversário de nascimento de Louis Jacques Mandé Daguerre, um dos inventores da fotografia. Ele nasceu em 18 novembro de 1787 em Cormeilles-en-Parisis (França), e morreu em 10 de julho de 1851 em Bry-sur-Marne (França).

Daguerre é conhecido por ter inventado o apararelho chamado daguerreótipo, uma das primeiras máquinas fotográficas surgidas na história. (informações http://pt.wikipedia.org).

O surgimento da fotografia mudou profundamente as artes - e a pintura em especial - pois não havia mais a necessidade de pintar um quadro para reproduzir fielmente uma cena: a fotografia fazia isso muito melhor. 

O que seria dos blogs sem a fotografia?! E do jornalismo, e da arquitetura, e da preservação do patrimônio? e de muitas outras coisas? 

Mais um vídeo do youtube sobre o assunto (o dia da fotografia é 19 de maio):




Pistas de skate podem ser ótimos equipamentos urbanos!


Arborização urbana e patrimônio (material e imaterial) bem cuidados valorizam a cidade como um todo: os bens públicos e privados. Mas não só...

Templo, no caso, igreja católica e praça. Igreja
Matriz, Dourado. Foto: L. Mascaro
Os equipamentos urbanos também contribuem enormemente para a essa valorização. Quanto mais equipamentos, mais opções de atividades para os cidadãos, mais riqueza em vários sentidos.

O termo "equipamento urbano" é definido pela norma NBR 9284, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (para ter acesso, deve-se pagar pela norma). 

Na prática, são os espaços ou prédios de uso público e os sistemas de infra-estrutura (como transporte, comunicação, iluminação, água, energia etc.). Abaixo alguns exemplos de equipamentos públicos que valorizam as cidades:


Teatro em Sofia, Bulgária. Tipo de equipamento
para atividade cultural. Foto: L. Mascaro


Jardim público em Sofia, Bulgária. Equipamento urbano para
atividades culturais, de lazer, esportivas. Foto: L. Mascaro

Parque público, Bruxelas, Bélgica.  Também para
 atividades culturais, de lazer, esportivas. Foto: L. Mascaro 

Museu em Atenas, Grécia. Equipamento urbano para
atividades culturais e educativas. Foto: L. Mascaro
 Um equipamento urbano pode ser temporário, para atividades
de uma estação, para uma feira ou uma festa. Por exemplo, as
barracas montadas para as festas dos padroeiros das cidades.
Aqui, uma pista de esqui em Berlim, Alemanha. Foto: L. Mascaro



Quadras poliesportivas e outros equipamentos como
piscinas, campos de futebol etc. Para atividades esportivas,
mas também para shows, exposições etc. Região de
Guimarães, Portugal. Foto: L. Mascaro

Pistas de skate e bicicleta também são equipamentos urbanos para atividades esportivas, culturais e também para implantação de projetos sociais que visam diminuir a criminalidade e a violência. 

Além disso, são úteis para promover a melhoria de determinados espaços urbanos, que se tornam frequentados e seguros. Vejam, por exemplo, a reportagem "Pista de skate alegra jovens da Aerolândia", do jornal O Estado.

Nos videos   (do youtube) podemos ver espaços vivos, atraentes para as pessoas.

Faltam 10 dias para acabar a votação...


Você gostaria de homenagear o sr. Tanaka dando seu nome ao Coreto da Praça Matriz?

RELEMBRANDO! Faltam 10 dias para acabar a votação...

A votação se encerra dia 28 de Novermbro de 2011.

Sendo o resultado a favor, seria bom encaminhar uma carta às autoridades, para pedir que a homenagem seja oficializada. 

Posso escrever a carta e publicar no blog. Assim todos podem opinar e sugerir modificações.

Como nasceu a idéia...


Proposta: Homenagem ao Tanaka no Coreto


Ex-morador de Dourado, o sr. Heitor Domingues Failla Junior enviou uma propostainteressante ao "minha cidade precisa de...". 

Ele sugere que a Prefeitura faça uma justa homenagem ao músico Enéas Gonçalves - mais conhecido como Tanaka - dando seu nome ao coreto da Praça da Matriz. O sr. Heitor se propõe até a contribuir financeiramente com os custos da placa de homenagem, caso não haja verba.

Essa proposta tem aspectos importantes no que diz respeito ao patrimônio material e imaterial da cidade.

17 de nov de 2011

A qualidade dos serviços públicos vai ser premiada!

Fachada da Sala São Paulo (por Tuca Vieira). Fonte:
http://www.osesp.art.br/portal/paginadinamica.aspx?
pagina=salasaopaulo
As inscrições para o Prêmio Mário Covas estão abertas a partir de hoje.

A intenção é valorizar ações que melhorem a qualidade dos serviços públicos e do bem-estar dos cidadãos paulistas.

Esta edição tem três novas categorias:

  • a categoria “Cidadania em Rede” destacará as ações realizadas por usuários de centros gratuitos de inclusão digital no Estado de São Paul;
  • a categoria “Governo Aberto” será dedicada a valorizar iniciativas de cidadãos que utilizam base de dados governamentais para melhorar o acesso aos serviços públicos e tornar efetivo o exercício da cidadania;
  • a categoria “Inovação em Gestão Municipal” vai premiar trabalhos realizados por servidores e empregados públicos municipais do Estado de São Paulo.
Sala de Concertos (por João Musa). Fonte:
Na premiação, os vencedores recebem o troféu das mãos de autoridades na Sala São Paulo, a maior e mais moderna sala de concertos da América Latina.
 
A cerimônia do Prêmio Governador Mario Covas é o reconhecimento público da criatividade e do empenho daqueles aprimoram a qualidade dos serviços públicos e elevam o bem-estar dos cidadãos.

Situada no centro da capital num prédio restaurado da antiga estação de trem da Rede Sorocabana, a Sala São Paulo sedia Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo.

O Prêmio Mario Covas é realizado pelo governo estadual, por meio da Secretaria de Gestão Pública.

Informações e inscrições: