minha cidade precisa de... Headline Animator

29 de jun de 2012

Cidade, skates - usos do espaço público

Leia abaixo alguns trechos do interessante artigo "A cidade e os skatistas" sobre a história do skate, de Leonardo Brandão, no http://piseagrama.org

Ou, clique aqui para ler o texto completo.

"O primeiro skate de que se tem notícia surgiu nos Estados Unidos no final do século XIX, quando alguns garotos resolveram, numa brincadeira inusitada, encaixar um pedaço de tábua nos eixos e rodas dos patins. Depois de algumas décadas, ou mais precisamente no ano de 1936, o novo brinquedo foi patenteado. No início, era visto como uma brincadeira de..." (clique aqui para ler o texto completo)

"Em 1988, Jânio Quadros decidiu proibir a prática do skate por toda a cidade. O Jornal Folha de São Paulo, que cobriu o acontecimento enfatizando passeatas e protestos de diversos skatistas, publicou matérias com opiniões contrárias à medida de Jânio, vista por muitos como conservadora, repressora e uma afronta ao livre direito de ir e vir. Cartas que chegaram à redação da imprensa especializada noticiavam o abuso das autoridades..." (clique aqui para ler o texto completo)

Leonardo Brandão, Bacharel e Licenciado em História pela (UDESC). Foi professor do curso de História da UFGD durante os anos de 2007 e 2008. Atualmente, com bolsa CNPq, ele se encontra em fase de Doutoramento pela PUC/SP.

Leonardo Brandão acaba de lançar o livro "A CIDADE E A TRIBO SKATISTA: juventude, cotidiano e práticas corporais na história cultural", pela Editora UFGD. 

Fonte: http://www.ufgd.edu.br/editora/catalogo/a-cidade-e-a-tribo-skatista-juventude-cotidiano-e-praticas-corporais-na-historia-cultural

Para quem tiver interesse no livro, entre em contato com Brandão: brandaoleonardo@uol.com.br.

Ou clique aqui para baixar a versão em pdf da obra.

Fontes:
http://www.ufgd.edu.br/editora/catalogo/a-cidade-e-a-tribo-skatista-juventude-cotidiano-e-praticas-corporais-na-historia-cultural 

28 de jun de 2012

Mobilidade sustentável começa na calçada

Políticas públicas devem prover passagens confortáveis e seguras, garantir respeito a faixas dos pedestres e semáforo, defendem especialistas


“Pode parecer banal falar de calçadas, de faixas de pedestres na discussão sobre soluções para mobilidade urbana, mas é inviável pensar até mesmo em um sistema de transporte público que não considere condições mínimas para o deslocamento a pé.” 

Esse diagnóstico é do secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente (SRHU/MMA), Nabil Bonduki, urbanista e professor de planejamento urbano da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP. 

O espaço público não é seguro para pedestres. O risco de machucar o tornozelo no buraco da calçada ou até mesmo de ser atropelado ao atravessar a rua, desestimulam as pessoas a andar a pé. E para andar de transporte público, precisamos, antes, andar a pé”, reforça.

Mesmo assim, desde a chegada da indústria automobilística ao Brasil, o pedestre vem perdendo a disputa da ocupação e circulação urbanas, se expondo, inclusive, ao risco de morte: dados do levantamento mais recente do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) indicam que, em 2008, 5.429 pedestres perderam a vida em acidentes de trânsito no Brasil. 

Só na cidade de São Paulo, quatro pessoas morem diariamente em acidentes de trânsito, em média, e metade são pedestres atropelados atravessando a rua ou até mesmo na calçada, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

“Aqui em Belo Horizonte (MG) as calçadas são bem ruins... Depois que comecei a andar com minha irmã na cadeira de rodas, eu percebi que a coisa é bem mais precária do que eu imaginava. Há muitos locais (movimentados) em que temos de passar com a cadeira de rodas pela rua, porque as calçadas são totalmente inacessíveis”, diz Adriana Sanches Carvalho, no facebook do Akatu. (clique aqui para ler o texto completo)

27 de jun de 2012

Cursos profissionalizantes em Dourado - até dia 29-06!

SENAI abre inscrições para cursos profissionalizantes em Dourado


A unidade do SENAI em Dourado abre inscrições para os cursos profissionalizantes gratuitos que começam no segundo semestre de 2012

As inscrições podem ser feitas até 29 de junho na Associação Comercial e Industrial de Dourado – ACIND e Assistência Social do Município, localizada na Rua José Bustani, 600, durante o horário comercial, para os cursos de 
  • Construtor de Móveis, 
  • Eletricista Instalador, 
  • Pedreiro Assentador e
  • Assistente Administrativo.
A prova de seleção será dia 03 de julho e a matrícula dos aprovados acontece nos dias 06 e 07 de julho

Os cursos de Eletricista Instalador e de Construtor de Móveis serão realizados de 11/07 à 26/11

o de Pedreiro Assentador de 06/08 à 21/12

Assistente Administrativo de 10/07 à 29/11, com duas turmas.

Todos os cursos terão uma carga horária de 160 horas.

Para o programa de Eletricista Instalador, os alunos devem ter concluído a 5ª série do ensino fundamental e para Construtor de Móveis, a 6ª série e 16 anos completos.

Já para Pedreiro Assentador, os alunos devem ter o 5º ano do ensino fundamental completo e 18 anos. 

Para Assistente Administrativo, ter concluído o ensino fundamental e 16 anos completos, apresentando os seguintes documentos: cópia do RG e CPF; comprovante de residência; cópia do histórico escolar ou comprovante de conclusão do ensino mínimo exigido e declaração de baixa renda. 



Seminário Internacional de Gestão do Patrimônio Público

Último dia

Seminário Internacional de Gestão do Patrimônio Público: experiências e práticas


A Secretaria do Patrimônio da União (SPU) em parceria com a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) realizará, nos dias 25 a 27 de junho, em Brasília, o “Seminário Internacional de Gestão do Patrimônio Público”.
Direcionado a gestores públicos da União, dos Estados e municípios, que lidam com a formulação, a implementação de políticas e a administração do patrimônio público imobiliário, além de estudantes de graduação e pós-graduação e pesquisadores da área, o objetivo do evento é promover o debate em torno da gestão do patrimônio público a partir do compartilhamento de experiências e práticas nacionais e internacionais.
A programação do seminário será composta por conferências, que serão proferidas por especialistas do Brasil e do exterior.
“Inventário e diagnóstico do patrimônio ferroviário na rede de cidades paulistas” e “Experiências internacionais de gestão patrimonial” são alguns assuntos que serão discutidos durante o encontro.
O evento será realizado no auditório da Escola de Administração Fazendária (Esaf), localizada na Estrada Brasília/Unaí, km 4, no Lago Sul, em Brasília (DF).

Mais informações e inscrições:

Muito antes das cidades...

Exposição gratuita

Exposição exibe fósseis e vestígios pré-históricos

Fonte: Agência FAPESP 

Está em cartaz até o dia 30 de setembro, no Museu da Ciência Mário Tolentino, em São Carlos, a exposição PaleoBrasil: na trilha dos dinossauros

O evento é organizado pela prefeitura local e pelo Departamento de Ecologia e Biologia Evolutiva da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). A curadoria é do professor Marcelo Adorna Fernandes.

A exposição reúne fósseis de organismos vegetais e animais que viveram há milhões de anos em solo brasileiro e, em especial, na região de São Carlos, além de meteoritos coletados no Brasil.

Alguns objetos, como pegadas de dinossauros impressas em rocha, foram encontrados na região de São Carlos. A coleção também conta com fósseis de répteis aquáticos da região de Rio Claro.

Entre os destaques estão o esqueleto completo de um dinossauro predador do interior do Mato Grasso, o abelissauro, com oito metros de comprimento e três metros de altura, e também o Anhanguera, um pterossauro do Ceará com 5 metros de envergadura.

O evento é gratuito e aberto a todos os interessados. 
As visitas à PaleoBrasil podem ser feitas de terça a sexta-feira, das 8 às 17h30. 

Agendamentos e mais informações podem ser obtidos no Museu de Ciência, 
pelo telefone (16) 3307-6903 ou 

26 de jun de 2012

Selva de pedra ou cidade viva?

Selva de pedra ou cidade viva? Entrevista com Luc Schuiten

Leia a entrevista concedida pelo arquiteto bruxelense Luc Schuiten para a revista Le Vif WeekendLuc Schuiten estabelece, em cada um de seus projetos, conexões entre o construído e o vegetal.

Imagem: Luc Schuiten. Fonte: http://citevegetale.net/

3 Questões à Luc Schuiten

Le Vif Weekend - Por que a agricultura é importante para os habitantes das cidades?

Luc Schuiten - Ao longo de décadas os cidadãos perderam uma boa parte de sua autonomia alimentar. Atualmente, eles mal podem se manter uma semana sem "entradas" esteriores e isso os fragiliza. Nós deveríamos ser capazes de responder às nossas necessidades básicas encontrando nossos recursos essenciais nas proximidades. Além disso, quanto mais nós nos afastamos das nossas raizes, mais sentimos a necessidade de retornar a elas. Nós somos seres biológicos. À força de sermos cercados de elementos construídos, nós sentimos fortemente essa necessidade de seguir o ritmo das estações, de nos reaproximar da natureza.


Le Vif Weekend - A arquitetura é levada a se adaptar para integrar esses "urbanocultores"?

Luc Schuiten - Hoje, se procura, antes de mais nada, a criação de belos objetos. Mas, arquitetura é outra coisa, é ligada à noções de cultura, de localidade... Os novos projetos mundializados moem os valores locais. Existe uma perda de diversidade no construído que tão grave quanto a de biodiversidade na natureza... A arquitetura só pode, então, evoluir. Aliás, ela sempre o fez. Tudo o que pode trazer a vida num  ambiente mineral corresponde às profundas aspirações das pessoas. É suficiente observar como elas se admiram diante de um espaço vegetal bem concebido na cidade para se dar conta.


Le Vif Weekend - A cidade do amanhã é...

Luc Schuiten - Certamente não uma cidade tecnológica que se tenta criar hoje pois ela é composta de matérias primas que vão progressivamente desaparecer... Por outro lado, o "vivo" permite conceber um mundo mais humano, sem empobrecer a natureza. Uma árvore plantada não suga nossa terra, mas absorve CO2 e diminue o efeito estufa... A cidade deverá então, no futuro, atingir um certo equilíbrio. À imagem de certas sociedades que já o atingiram, como os cupinzeiros que são espaços naturalmente autoclimatizados.

Fonte: Le Fiv Weekend, 25 Mai 2012, p. 12 (edição em papel; tradução minha)

Saúde nas cidades



Leia a carta do Presidente da Confederação Nacional de Municípios, Paulo Ziulkoski, aos Prefeitos:

"Até o 2o. quadrimestre deste ano [2011], os Municípios brasileiros deverão realizar suas Conferências de Saúde - responsabilidade atribuída pela legislação do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para que os Municípios possam melhor desempenhar seu papel de fomentadores das políticas de saúde em âmbito local, a CNM apresenta este site como uma iniciativa para apoiar os Municípios na realização e divulgação de suas conferências.

A Confederação Nacional de Municípios dedica este espaço às conferências de saúde, com proposições de temas nacionais e municipalistas para o debate com a população, de forma que seu Município seja ouvido e contemplado tanto na conferência de seu Estado quanto na 14a Conferência Nacional de Saúde [que foi realizada de 30 de novembro a 04 de dezembro de 2011].

A realização da conferência de saúde do seu Município e a participação nas etapas estadual e nacional pode orientar a direção da política nacional de Saúde e contemplar as verdadeiras diretrizes municipalistas desejadas para o Sistema Único de Saúde.

Esta ferramenta desenvolvida pela CNM é para contribuir com a gestão municipal do SUS, orientando a realização e os debates da conferência de saúde, além de tornar pública a data, local de realização e o relatório final da conferência de saúde. Contamos com a sua participação."


Quando serão as próximas conferências municipais, estaduais e nacional de saúde? 

Fique atento para mais informações em:

21 de jun de 2012

Animação explica o "Estatuto da Cidade"

O vídeo é uma animação que ilustra três situções fictícias de cidade (grande, litorânea e interiorana). Expondo ulguns problemas específicos de cada... (clique aqui para continuar lendo e para ver o vídeo no youtube)


O vídeo é uma realização do Instituto Polis e da PUC-Campinas como atividade do Programa de Políticas Públicas da FAPESP, com o patrocínio da Caixa Econômica Federal.

Entrevista: desafios para os próximos prefeitos



19/06/12 por raquelrolnik

Ontem, no Jornal da Gazeta, dei entrevista à jornalista Maria Lydia sobre os desafios para os próximos prefeitos. Entre outros assuntos, falamos sobre os impactos dos megaeventos esportivos no direito à moradia. Confira o vídeo abaixo:

18 de jun de 2012

Piquenique na rua!

Para além da atividade inocente de fazer um piquenique bem no meio da rua está um "ato de desobediência cívica para apropriação do espaço público", veja na matéria do http://www.rtl.be "Todos os domingos, venham piquinicar no Boulervard Anspach":

Foto: Belga
Fonte: http://www.lavenir.net/article/detail.aspx?articleid=DMF20120615_00171221

Um piquenique juntando 2.000 pessoas aconteceu domingo passado na Praça da Bolsa por iniciativa do filósofo bruxelense Philippe Van Parijs, professor das universidades de Louvaina e de Oxford. 

Seu objetivo foi de apelar os cidadãos de Bruxelas a um ato de desobediência cívica para apropriação do espaço público, durante um momento convivial (o momento do piquenique).

Fechando à circulação do  Boulervard Anspach entre 12h e 14-15h aos domingos nesse verão, Freddy Thielemans (prefeito da cidade) oferece aos amadores dos piqueniques urbanos a liberdade de se encontrar na Praça da Bolsa.

Essa iniciativa está de acordo com a vontade da cidade de reorganizar o centro, dando aos pedestres muitos espaços públicos. Ela servira, além disso, de teste para avaliar a viabilidade do fechamento à circulação dessa artéria central. Um estudo de mobilidade já foi realizado.

Juntamente com os resultados de outro estudo, sobre a atratividade dos comércios, a iniciativa deverá permitir à cidade de Bruxelas de propor um plano para dinamizar o comércio do centro, criar zonas de pedestres e estabeleccer as ligações de mobilidade necessárias. 

Veja mais em:
Twitter hashtag: #picnicthestreet

Veja também iniciativa similar em São Paulo, na matéria da Folha.com:

A rua Amauri, nos Jardins, zona oeste de São Paulo, foi transformada em uma "rua verde" na tarde deste domingo. Fechada para a circulação de veículos, a via foi cenário para um evento de gastronomia, entretenimento e atrações sustentáveis gratuitas. (clique para ver as fotos e continuar lendo)

Transportes coletivos e marketing político...

Do blog:  http://blogpontodeonibus.wordpress.com

Montagem baseada em campanha publicitária na Europa que mostra a ocupação inteligente do espaço urbano pelo transportes coletivos dá a noção exata de que a declaração de José Serra além de ter sido infeliz foi errada. Um ônibus pode substituir vários veículos de passeio que realmente engarrafam a cidade. Foto: Montagem – Prefeitura de São Paulo. Fonte: http://blogpontodeonibus.wordpress.com 
Para entender, clique e leia o artigo: 

14 de jun de 2012

Para os (pré)candidatos, de novo...



Carta Compromisso

Ao assinar a Carta Compromisso, os(as) pré-candidatos(as) ao cargo de prefeito(a) estarão de acordo com as ferramentas propostas pelo Programa Cidades Sustentáveis

Se eleitos(as), deverão estar dispostos(as) a incorporar a sustentabilidade de forma transversal às políticas públicas da cidade, sempre procurando promover a participação da sociedade civil. 

Além disso, também deverão prestar contas das ações desenvolvidas e dos avanços alcançados por meio de relatórios, revelando a evolução dos indicadores básicos relacionados a cada eixo.

Os(as) pré-candidatos(as) signatários(as) da carta receberão um selo de participação do programa, o qual será enviado pela equipe do Programa Cidades Sustentáveis.


Acesse para assinar: 

Não é obrigatório assinar a carta, mas a decisão de assinar ou não revela o nível de compromentimento dos (pré)candidatos em relação à sustentabilidade das cidades. É um aspecto importante a ser pensado antes de votar

Para ver a lista dos (pré)candidatos que já assinaram, clique aqui.

Na região, (prés)candidatos de Porto Ferreira, Descalvado e Brotas já assinaram! 

11 de jun de 2012

Sustentabilidade e reforma urbana na Rio+20

Fonte: http://www.cartamaior.com.br


Leia alguns trechos do texto (abaixo) ou acesse o texto completo aqui.

- A questão urbana poderia ocupar um papel de grande centralidade na Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável – Rio+20...

- No entanto, (...) primeira versão do documento elaborado pela ONU para ser assinado pelos chefes de Estado que vierem ao Brasil, não permite ser otimista a esse respeito: o tema “Cidades” foi tratado de forma genérica, merecendo apenas seis linhas... 

- O modelo urbano que predomina nos países emergentes e pobres, onde ocorre acelerado processo de urbanização, além de socialmente injusto, é ambientalmente insustentável (...) levam à precarização da qualidade de vida: poluição dos cursos d’água, destinação inadequada de esgoto e lixo, catadores fazendo coleta seletiva em condições subumanas nos lixões... 

- Outro equívoco é acreditar que a crise econômica deve ser enfrentada com o crescimento e o desenvolvimento a qualquer custo...

- É o caso do estímulo à produção de automóveis, recentemente lançado, cujo efeito nefasto para as cidades é mais do que conhecido.

- A Rio+20, em especial a Cúpula dos Povos, é uma oportunidade para debater uma pauta de lutas e mobilizações, baseadas em princípios e em uma agenda comuns, na perspectiva de formular uma estratégia capaz de gerar cidades mais sustentáveis e inclusivas.

Nabil Bonduki é arquiteto e urbanista, professor de planejamento urbano na FAU-USP. Foi vereador em São Paulo (2001-4), relator do Plano Diretor Estratégico de São Paulo (2002) e Secretário Nacional de Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente (2011-2).

1 de jun de 2012

Conhecendo Dourado - Grupo Ecociente

Parabéns ao Grupo Ecociente que, entre outras atividades, leva os jovens para conhecerem melhor a cidade onde vivem. 

Fonte: http://grupoecociente.blogspot.be/
É um trabalho de sensibilização em relação ao patrimônio e ao meio ambiente do município. Assuntos, hoje me dia, essenciais na formação dos jovens.

Acesse http://grupoecociente.blogspot.be/ para ver as fotos e conhecer mais detalhes:

Conhecendo Dourado Parte I (visita à zona urbana)

Conhecendo Dourado Parte II (visita à zona rural)

Curso: Município para Candidatos (via internet)


Curso do Instituto Brasileiro de Administração Municipal para candidatos e candidatas a cargos eletivos de Prefeito, Vice- Prefeito e Vereadores no Município, nas eleições de 2012.

Informações disponíveis em: http://cursos.ibam.org.br/default.asp?id=173

Inscrições abertas de 11/06/2012 até 22/06/2012.

Curso via internet, com duração de 20h e custo de R$ 240,00

Formas de Pagamento:
  • Boleto bancário, até uma semana antes do início do curso, com 10% de desconto.
  • 3x sem juros ou em até 18x no cartão de crédito.
  • Entidades associadas ao IBAM, 20% de desconto. 
OBJETIVO:
Democratizar as informações referentes às principais características do Município e à organização política, administrativa e financeira do Governo Municipal, oferecendo subsídios para a elaboração de plataformas políticas a partir de bases confiáveis porque refletem a realidade nacional.

CONTEÚDO TEMÁTICO:

O curso está estruturado em 3 unidades:


Unidade I – O Município na Organização Governamental


O ambiente da atuação municipal
  • A valorização da função pública
  • A dimensão institucional do Município      
                   O Município e a Federação
                   Autonomia municipal
                   Governo municipal
                   Funções do Município e sua gestão
  • Controle da Administração
Unidade II – Promoção do desenvolvimento
  • O desenvolvimento econômico-social
  • O Município e o social
  • O Município, o urbano e o ambiental
Unidade III – Algumas Considerações
  • Cuidados do candidato
  • O Município e sua realidade