minha cidade precisa de... Headline Animator

6 de nov de 2011

Nosso dinheiro vai "pelo ralo", no bom sentido!

Na mesma semana em que soubemos do início da construção da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) em Dourado, a Folha de São Paulo anuncia que "após 18 anos e R$ 2,8 bilhões" a qualidade da agua do rio Tiête está pior.

A reportagem informa ainda que "o esgoto não tratado é o grande vilão". Porém, se não fosse todo o investimento feito, a situação estaria ainda pior.

De acordo com o "Diagnostico dos Serviços de Água e Esgoto - 2009", do Ministério das Cidades, "um dos grandes desafios do setor de saneamento: expandir a coleta e sobretudo o tratamento de esgoto nos pequenos municípios do interior do país".

O mesmo Diagnóstico mostra que o Brasil trata 37,9% dos esgotos e a Região Sudeste, 41,3% (o que não representa nem a metade).

Portanto, a construção da ETE em Dourado é uma ótima notícia. Treze municípios tem ao menos uma parte de seu território localizado ao longo da bacia hidrografica do rio Jacaré Pepira (infos retiradas de: clique). 

Vários deles captam água e despejam seus esgotos no próprio rio Jacaré ou em seus afluentes (Dourado é o único que capta água de poço semi-artesiano para abastecimento). As atividades industriais e agropecuárias da região também geram resíduos que acabam nas águas do Jacaré (infos retiradas de: clique).

Esquema de uma ETE (clique para aumentar a imagem). Fonte: Sanepar Educando
http://educando.sanepar.com.br/ensino_fundamental/processo-de-tratamento-de-esgoto
Se a qualidade da água do rio Jacaré se degrada, uma população importante será afetada. Inclusive, as atividades turísticas de Brotas serão afetadas, pois dependem do rio em questão.

Segundo o SEADE (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados), em 2003, os seguintes municípios da bacia hidrografica do rio Jacaré Pepira tinham esgoto tratado:
      • Brotas            
      • Bocaina
      • Jaú
      • Boa Esperança do Sul
      • Itirapina
E, os seguintes não tinham
      • São Pedro
      • Bariri
      • Dois Corregos
      • Itaju
      • Ibitinga
      • Dourado
      • Ribeirão Bonito
Os dados são de 2003. Oito anos depois (2011), podemos esperar que a situação seja mais favorável, como mostra a notícia da construção da ETE em Dourado. É um justo e necessário investimento do dinheiro público!

Nosso dinheiro vai "pelo ralo", mas no bom sentido!


Nenhum comentário:

Postar um comentário