minha cidade precisa de... Headline Animator

16 de nov de 2011

Belmonte, a Vila de Cabral

Vila de Belmonte, onde nasceu Cabral. Foto: L. Mascaro, 2006
A vila onde nasceu Pedro Álvares Cabral se chama Belmonte e fica na região central de Portugal. Tem hoje aproximadamente 3.200 habitantes e é uma das 5 freguesias do município igualmente chamado Belmonte. Todas as 5 freguesias têm, no total, aproximadamente, 7.730 habitantes.

Cabral nasceu em 1467 no Castelo de Belmonte, que ocupa o topo de uma colina da citada vila. Esse castelo pertencia a sua família que aí habitou até fins do século XVII.

Castelo de Belmonte. Foto: L. Mascaro, 2006
Trata-se de uma edificação militar, contruída entre os séculos XII e XIII. Pesquisas recentes revelaram que a torre foi ocupada também pelos romanos. Passou por um incêndio e por várias transformações. No século XX funcionou como prisão. Foi declarado Monumento Nacional em 1927.  Hoje é aberto à visitação pública e possui um anfiteatro para apresentação de espatáculos.

Anfiteatro do Castelo de Belmonte. Foto: L. Mascaro, 2006
A vila de Belmonte tem vários atrativos turísticos, entre os quais um Museu Judáico, um pelourinho e um Ecomuseu (chamado Ecomuseu Zêzere). O grande interesse é observar que a cidade tem um patrimônio arquitetônico variado, proveniente de diversos períodos históricos. 

Monumento a Cabral do Governo
Brasileiro. Foto: L. Mascaro, 2006












Em certas edificações pode-se verificar traços da presença romana; em outras características da Idade Média, do período  Maneirista e do Barroco. Encontra-se até memso um monumento à Pedro Álvares Cabral, mandado construir pelo governo brasileiro em 1968. Tudo isso em contraste com a cidade contemporânea. 
Monumento a Cabral do Governo
Brasileiro. Foto: L. Mascaro, 2006
Monumento a Cabral do Governo
Brasileiro. Foto: L. Mascaro, 2006




























Conservar e valorizar o patrimônio é semelhante a promover a arborização urbana: incentiva o turismo e gera renda, além de fazer subir o valor dos imóveis das proximidades. Não serve apenas para "ser bonito"...

Nenhum comentário:

Postar um comentário