minha cidade precisa de... Headline Animator

8 de mai de 2012

Problemas no trânsito revelam falência da 'cidade dormitório'


Edição do dia 24/04/2012
24/04/2012 21h07 - Atualizado em 24/04/2012 21h08

Para muitos moradores de São Paulo, o caminho de casa para o trabalho é um pesadelo. O transporte público da cidade leva 17 milhões de pessoas.

O Jornal Nacional mostrou, nesta segunda-feira (23), uma espécie de aventura urbana de duas equipes de reportagem que usaram meios de transporte diferentes para ir de um ponto a outro de São Paulo. A equipe que usou um carro precisou de dez minutos a mais do que a que usou ônibus, trem e metrô.

Foram mais de três horas de viagem. Uma amostra daquilo que milhões de trabalhadores brasileiros precisam enfrentar. Mas esse tempo absurdo mostra também a falência da chamada "cidade dormitório".

Jornalismo era o sonho de Ester. Mas o caminho de casa para o trabalho virou um pesadelo. Ida e volta, ela gasta seis horas no trânsito, porque não tem emprego perto de casa.

“Até trocaria dependendo da proposta”, diz.

A jornalista mora em Cidade Tiradentes, na Zona Leste de São Paulo, um exemplo de como as metrópoles brasileiras se desenvolveram separando o trabalhador do local de trabalho. A fazenda que havia na região na década de 1970 foi comprada pelas empresas de habitação do governo para realizar o projeto de um bairro dormitório.

“Esses conjuntos são construídos para famílias de baixa renda no local periférico, porque lá a terra é mais barata, já que ela é mais precária e está mais distante das oportunidades de emprego”, explica o urbanista Kazuo Nakano. (continue lendo aqui)

Pensando bem, o que acontece não é parecido com o que acontece com as cidades pequenas do interior? todos são obrigados a se deslocar - todo dia ou toda semana - para trabalhar, para estudar, para ir ao cinema etc. etc... 


Para saber mais sobre "cidades-dormitórios":

Nenhum comentário:

Postar um comentário