minha cidade precisa de... Headline Animator

18 de out de 2012

As cidades invisíveis


SUGESTÃO DE LEITURA:

As Cidades Invisíveis, do escritor italiano Italo Calvino

Um livro que nos é apresentado como uma conversa entre o grande explorador, Marco Polo, e o Kublai Kan, o imperador mongol, em que o primeiro descreve as cidades que visitou (ou não), ao segundo.

Mas na realidade aquilo que temos é um conjunto de vários mini-contos (55, para ser preciso), divididos e estruturados de forma matemática, com 11 temas, com 5 cidades contempladas em cada um, tudo dividido em 9 capítulos, intercalados com trechos de conversa entre as duas personagens.

As cidades descritas por Marco Polo têm um rigor matemático e geométrico, ao mesmo tempo que apresentam uma forte impressão subjectiva. Todas elas têm nomes femininos, todas elas são fantásticas... (clique aqui para continuar lendo)

Trechos:
As cidades e a memória - 1
Partindo dali e caminhando por três dias em direção ao levante, encontra-se Diomira, cidade com sessenta cúpulas de prata, estátuas de bronze de todos os deuses, ruas lajeadas de estanho, um teatro de cristal, um galo de ouro que canta todas as manhãs... (clique aqui para continuar lendo)

As cidades e a memória - 4
Ao se transporem seis rios e três cadeias de montanhas, surge Zora, cidade que quem viu uma vez nunca mais consegue esquecer. Mas não porque deixe, como outras cidades memoráveis, uma imagem extraordinária nas recordações. Zora tem a propriedade de permanecer na memória ... (clique aqui para continuar lendo)

As cidades e os símbolos - 2
Também retorno de Zirma: minha memória contém dirigíveis que voam em todas as direções à altura das janelas, ruas de lojas em que se desenham tatuagens na pele dos marinheiros, trens subterrâneos apinhados de mulheres obesas... (clique aqui para continuar lendo)
Final:
A segunda é arriscada e exige atenção e aprendizagem contínuas: tentar saber reconhecer quem e o que, no meio do inferno, não é inferno, e preservá-lo, e abrir espaço.


Para imaginar as cidades invisiveis: http://amycaseypaint.livejournal.com/


Fontes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário